Pneumonia : o que é essa doença

blog beSafe

Uma mulher médica está examinando uma criança com estetoscópio

O que é uma pneumonia 


A pneumonia é uma inflamação que acomete os pulmões – mais especificamente os bronquíolos (pequenos tubos no órgão que transportam o ar), podendo ser causada por agentes infecciosos – microrganismos (bactérias, vírus ou fungos) – ou por substâncias químicas.
Esse quadro é a maior causa de morte por doenças infecciosas no mundo, sendo responsável por 2,5 milhões de óbitos por ano.
Além disso, nas crianças a situação é ainda mais preocupante, uma vez que, em média,
uma criança morre por pneumonia a cada 39 segundos.

Quais são os sintomas de uma pneumonia


De acordo com o acometimento dos pulmões, a pneumonia pode cursar com:

  • Tosse com ou sem catarro;
  • Falta de ar;
  • Dor de cabeça;
  • Dor no corpo;
  • Dor no peito;
  • Falta de apetite;
  • Febre;
  • Mal-estar;
  • Respiração mais rápida que o normal;
  • Suor noturno;
  • Cansaço;
  • Alterações na pressão arterial;
  •  Confusão mental.

A pneumonia pode ainda evoluir para uma sepse (infecção generalizada), o que pode levar à morte.

Quais são os fatores de risco para se ter uma pneumonia


Todas as pessoas podem, eventualmente, ter uma pneumonia, no entanto, alguns hábitos e realidades aumentam os riscos de desenvolvimento desse quadro, dentre eles:

  •  Fumo;
  • Ingestão de bebidas alcoólicas em excesso;
  •  Uso constante de ar-condicionado;
  • Mudanças bruscas de temperatura;
  • Idade – crianças e idosos têm uma maior tendência a desenvolver pneumonias;
  • Má alimentação;
  • Estresse;
  •  Falta de sono;
  • Sedentarismo – pouca ou nenhuma prática de exercícios físicos
  • Pouca adesão ou abandono de tratamento de infecção respiratória.

Como é feito o diagnóstico da pneumonia


A confirmação do diagnóstico de pneumonia é feita através da avaliação dos sintomas e sinais – aquilo que pode ser visto na observação do paciente pelo médico – e pela análise da imagem de raio-X ou tomografia.
Além disso, exames de sangue e exames de identificação do microrganismo podem ser realizados (exame de escarro, por exemplo).

Por que as escolas devem ter atenção redobrada com a pneumonia


Com a volta das aulas presenciais após a pandemia causada pela COVID-19, as escolas precisam estar muito atentas a possíveis doenças respiratórias que podem ser infecciosas, como por exemplo a pneumonia. De setembro a novembro de 2021, em quase todas as regiões do Brasil, houve um
aumento significativo dessas doenças em crianças de 0 a 9 anos.
Vale lembrar, que a pneumonia é uma doença que leva muitas crianças a óbito.Portanto, é preciso que as instituições de ensino fiquem atentas aos sintomas da pneumonia, que são comuns, mas necessitam de diagnóstico exato para que nenhuma criança ou adolescente possa transmitir pneumonia a outras pessoas.

Como tratar a pneumonia


Pelo fato da pneumonia  ser causada por diferentes agentes, o tratamento vai variar de acordo com o caso, podendo ser feito em casa. Se for gerada por bactérias, trata-se a pneumonia com antibióticos e se por for gerada por fungos, usa-se antifúngicos, por exemplo. O uso de anti-inflamatórios também pode ser indicado. Além disso, outras ações são recomendadas, como:

  •  Beber bastante água;
  • Tapar a boca para tossir e lavar as mãos com frequência para evitar a transmissão da doença;
  •  Usar máscaras como etiqueta respiratória;
  •  Evitar ir a locais públicos ou fechados;
  • Fazer nebulização, seja com soro fisiológico ou medicamentos;
  • Evitar mudanças bruscas de temperatura;
  • Não fumar ou beber 
  • Repousar.

 

bESAFE Saúde © 2021
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

beSafe HeaLth&Edutech Educação, Saúde e Segurança por Tecnologia LTDA
 
CNPJ: 40.759.278/0001-61

bESAFE saúde © 2021 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

beSafe Health&Edutech Educação, Saúde e Segurança por Tecnologia LTDA
 
CNPJ: 40.759.278/0001-61